apresentação

O Espetáculo bilíngue (espanhol-português) O Malefício da Mariposa de Federico Garcia Lorca estreou em 2012 na Ave Lola Espaço de Criação e desde então tem circulado o Brasil com grande sucesso de público e crítica especializada.

Sua linguagem mescla atores de carne e osso e bonecos revelando uma forma teatral transposta e poética que dialogam intrinsecamente com o texto.

A aventura se passa em um jardim e os personagens são insetos que falam de amor e paixão.

A música de Jean-Jacques Lemêtre cria um espaço sonoro onde a magia e trágico destino de Curianito (personagem central da obra) se revelam suavemente, transportando o público para um lugar onírico e cheio de surpresas.

A linguagem da peça é complexa ainda que se revele ao público com simplicidade, os atores se valem de um corpo extremamente desenhado com ações e gestos partiturizados e precisos.

Ao revelar personagens que hora são vividos por bonecos e hora por atores, cria-se um duplo e um distanciamento que potencializa a busca da teatralidade, elemento este que tem marcado as pesquisas da Trupe Ave Lola de teatro.

A obra dá ao espectador uma ampla gama de leituras que vai desde reflexões metafisicas sobre a vida e o amor passando por uma história simples e trágica sobre dois jovens apaixonados.

a obra

“A comédia que vamos apresentar é humilde e inquietante, comédia rota, dos que querem arranhar a lua e arranham o próprio coração.”

Assim têm início uma aventura pelos meandros deste sentimento delicado e imenso, grande tema da literatura universal: o amor. Em O Malefício da Mariposa, Federico García Lorca utiliza a fábula para retratar a louca paixão de Curianito por uma misteriosa mariposa com a originalidade e profundidade de poucos. Em meio à atmosfera poética de um estranho jardim, ínfimas criaturas da natureza amam e sofrem de maneira muito parecida à nossa, seres humanos.

Para trazer à cena este texto poético, foi necessário um intenso e diário trabalho de imersão. Assim, nos aprofundamos no universo da obra e no imaginário destes seres do jardim e nos encontramos entre a linguagem do teatro de formas animadas e o trabalho com atores de carne e osso.

Um amor impossível é um problema para qualquer coração, seja de um poeta ou de um inseto, ou porque não, de um inseto poeta? Afinal, como diz o autor, “o amor nasce com a mesma intensidade em todos os planos da vida, e o mesmo ritmo da brisa nascida do ar tem a estrela da manhã, tudo é igual na natureza.”

prêmios

O Troféu Gralha Azul é o principal prêmio do teatro paranaense. Entregue anualmente às melhores produções e profissionais do teatro. Em 2012, o espetáculo “O Malefício da Mariposa” da Ave Lola Espaço de Criação teve 8 indicações em 7 categorias: Melhor espetáculo, melhor direção, melhor ator, melhor atriz (2), melhor sonoplastia, melhor ilu-minação e melhor figurino.

Abaixo, os prêmios conquistados no Troféu Gralha Azul 2012:

Melhor Sonoplastia: ANA ROSA TEZZA / Melhor Direção: ANA ROSA TEZZA
Melhor Atriz: JANINE DE CAMPOS / Melhor Ator: VAL SALLES
Melhor Espetáculo: O MALEFÍCIO DA MARIPOSA

O espetáculo também foi selecionado para o SESC Palco Giratório 2013 e foi apresen- tado nas principais cidades brasileiras.

gralha

ficha técnica

Direção: Ana Rosa Genari Tezza
Direção de Arte: Cristine Conde
Composição Músical: JJ Lemêtre
Elenco: Evandro Santiago, Helena Tezza e Maria Adélia
Cenários / Figurinos: Cristine Conde
Criação e Confecção de Marionetes: Maria Adélia
Consultoria de Máscaras: Calu Monteiro
Sonoplastia: Ana Rosa Genari Tezza
Iluminação: Rodrigo Ziolkowski
Operação de luz: Dara van Doorn
Designer gráfico: Gabriel Rischbieter
Cenotécnica: Proscenium Cenografia
Realização: Ave Lola Espaço de Criação

informações técnicas

CENÁRIO
CENÁRIO
MAPA E LUZ
MAPA E LUZ

.

proposta de oficinas

Oficina: Interpretação e composição do personagem

O trabalho de composição e interpretação do personagem passa por um olhar amplo que inclui a forma, o ritmo, as cores, a respiração e o tempo de cada um deles dentro da obra. Essa oficina propõe contribuir para um olhar mais apurado sobre o trabalho do ator, que inclui todos os elementos acima citados, abrindo um espaço de experimentação e exercício na compreensão da interpretação no teatro. Os elementos que serão trabalhados são: a descoberta do personagem a partir do estado, desenho do corpo, ritmo, maquiagem e figurino.

Ministrante: Ana Rosa Genari Tezza
Carga horária: 6 horas (2 dias, 3 horas por dia)
Número de Participantes: até 20 pessoas
Necessidades: Sala ampla vazia, lugar para pendurar cortina, espelhos
de corpo inteiro, 2 araras grandes para roupas, aparelho de som.

Palestra: A Ética e o Teatro

A palestra aborda a dificuldade de manter um pensamento coletivizante, extremamente necessário para o desenvolvimento do bom teatro, frente a uma sociedade que estimula a individualidade, a competição e o consumo. Essa postura social tende a substituir a noção de cidadania, que deve estar atrelada a ética, por relações pautadas em interesses pessoais. O Teatro como prática coletiva pode e deve ser um lugar de resistências dos princípios éticos e humanistas, entretanto…“como resistir” é sempre a questão.

Ministrante: Ana Rosa Genari Tezza
Carga horária: 2h
Número de participantes: aberto
Necessidades: Sala ampla com cadeira

fotos

Fotos: Larissa de Lima
 
Termo de Uso: As imagens possuem direitos autorais reservados e sua utilização deve se restringir à divulgação do trabalho da Ave Lola, com o devido crédito ao fotógrafo. Para ter acesso às imagens em alta resolução, entre em contato:

Larissa de Lima – Comunicação Ave Lola
producaoavelola@gmail.com
Fone: (41) 2112-9924 / 98510-6389

vídeos